terça-feira, 6 de Maio de 2008

Macaco Capuchinho Castanho

Super-família Ceboidea; Família Cebidea; Sub-família Cebinae
Cebus apella

Características Distintivas:
No topo da cabeça desta espécie pode-se observar, na maioria das vezes, dois tufos de cabelo preto. Os ombros apresentam uma coloração mais clara que o resto do corpo, variando de castanho claro a castanho escuro. O padrão da cor da face varia com as várias subespécies. As mãos e os pés são pretas. A cauda preênsil(1) é escura na ponta.


Características Físicas:
comprimento da cabeça e do corpo: 350-488mm
comprimento da cauda:
375-488mm
peso: Fêmeas (1370-3400g); Machos (1300-4800g)
índice intermembranal*: 82
peso cerebral do adulto: 71g


Habitat:
Floresta húmida primária e secundária até às terras baixas junto aos rios, habitando àreas até aos 2700m.

Dieta:

Fruta, 66%; Sementes, 25%; Medula de plantas, 7%; Néctar, 1%; Presas animais, incluíndo insectos, pássaros, ovos, répteis, morcegos e mamíferos com um peso máximo de 900g. Estes capuchinhos comem 96 espécies de frutos. A medula da palmeira Scheelea é um alimento chave durante a estação seca, quando a fruta escasseia.


História de Vida:
(me=meses)
(d=dias)
(a=anos)

Infantil: 6me. Desmame: 12me. Juvenil: 6-24me. Sub-adulto: 24-42me. Maturação sexual: fêmeas - 84me, machos - 56me. Ciclo menstrual: 18d. Gestação: 149-158d. Idade das fêmeas no 1º nascimento: 42me. Intervalo entre nascimentos: 22me. Longevidade: 40a. Os nascimentos ocorrem de Outubro a Janeiro. Prole: 1.


Locomoção:
Quadrúpede, saltando 3-4m.


Estrutura Social:
Grupos com igual número de machos e fêmeas. Um macho dominante em relação a todos os outros. Os machos jovens podem formar sub-grupos.

Tamanho do grupo: 8-14 indivíduos. Extensão do território: 25-40ha, até 355ha. Distância média percorrida por dia: 2000m.

Comportamento:

Diurno e arbóreo.

Estes capuchinhos são muito inteligentes e curiosos. Tem sido hipotetizado que a intelegência das espécies esta associada à forma como estas procuram alimento. A procura de alimentos difíceis de encontrar que estão disponíveis por um curto período de tempo, como os insectos, e frutas, requere um cerebro maior e alimentos mais energéticos para o manter. Estes animais apresentam um comportamento de submissão através de exibição genital e das sobrancelhas levantadas. O macho alpha responde aos predadores aéreos emitindo vocalizações altas e permanece visível enquanto o resto do grupo foge. Quando dois grupos se encontram numa arvore com alimento, os machos dominantes lideram o ataque; existindo pouca agressão entre os elementos dos grupos. O macho dominante defende os juvenis que provavelmente são a sua prole mas é agressivo para aqueles que nasceram antes da sua titularização como macho dominante do grupo. Os capuchinhos caçam e capturam rãs que vivem nos caules dos bambos e os caçadores raramente partilham a sua presa com infantis ou outros elementos do grupo. É comum o cuidado dos infantis por outros elementos do grupo que não os seus progenitores. Os Capuchinhos não se reconhecem ao espelho. Estes macacos têm sido treinados para executar tarefas com os quatro membros.

Associação: Os capuchinhos castanhos associam-se com capuchinhos de face frontal branca (C. albifrons) compartilhando o recurso da alimentação de frutas durante a estação seca. Associam-se com os Saquis barbudos de nariz branco (Chiropotes albinasus), ocasionalmente com os Saquis brancos (Pithecia albicans), e já foram reportadas associações com os Uacaris de cabeça preta (Cacajao melanocephalus). É comum os capuchinhos castanhos serem seguidos por grupos de macacos esquilo comum (Saimiri sciureus).

Acasalamento: Durante os primeiros dois-terços do ciclo menstrual as fêmeas seguem constantemente o macho alpha, solicitando-o usando diferentes chamamentos, expressões faciais e posições. O macho copula uma vez por dia. Nos últimos dois dias do ciclo, o macho dominante "guarda" a fêmea dos machos subordinados.

Quando esta fase de "guarda" termina, a fêmea copula muito rapidamente com outros machos do grupo.

Marcação por odor: Cada indivíduo mantém uma identidade olfactiva através da urina e do pêlo, deixada nas palmeiras. Assim as fêmeas podem detectar os machos que atingiram a maturidade sexual para acasalar. Os machos não monitorizam as fêmeas.

Vocalizações: As chamadas de alarme são comuns quando são avistados grandes predadores. Na Guiana Francesa, a águia harpia preda o macaco capuchinho, é a sua segunda presa mais comum.

Sítio para dormir: As palmeiras são as suas favoritas.


*é um valor conseguido através da proporção do comprimento dos membros anteriores aos membros posteriores. Esta informação é importante para paleontólogos, que só podem fazer a inferência sobre o comportamento dos animais fósseis que encontram. Todos os primatas estão numa escala de 50 para 150. O índice intermembranar indica o tipo geral de locomoção.

-------------------------------------------------------------------------------------------------

Fotos: De cima para baixo » Subespécies de Capuchinhos Castanhos: Em cima à esquerda: C. a. apella; à direita: C. a. nigritus; ao centro: C. a. libidinosus; em baixo: C. a. xanthosternos, proposta como subespécies válida em 1995, está em perigo crítico de extinção. Mais em baixo e última foto: um macaco capuchinho castanho procura insectos num tronco morto.

------------------------------------------------------------------------------------------------
Glossário
(1) Preênsil - toda a estrutura, como cauda, dedos, artículações, língua, etc, capaz de agarrar alguma coisa.

------------------------------------------------------------------------------------------------

Fonte bibliográfica: ROWE, Noel; The Pictoral Guide to the Living Primates; Pogonias Press; 1996; Charlestown, Rhode Island, USA.Fonte bibliográfica: ROWE, Noel; The Pictoral Guide to the Living Primates; Pogonias Press; 1996; Charlestown, Rhode Island, USA.

#2

Sem comentários: