quinta-feira, 25 de Setembro de 2008

Lóris Delgado

Super-família Loroidea; Família Loridae
Loris tardigradus

Características distintivas
A coloração desta espécie varia com as subespécies: cinzento, castanho ou avermelhado, com ou sem uma risca dorsal.


Características físicas
cabeça e comprimento do corpo: 180-260mm.
comprimento da cauda: 4-7mm.
peso: 102-285g.
índice intermembranal**: 93.
peso cerebral do adulto: 6.7g.


Habitat
Floresta húmida tropical, matas secas, pântanos e zonas montanhosas até aos 1850m.



Dieta
Maioritariamente constituída por insectos. Também comem folhas, rebentos, frutas, flores, ovos e pequenos vertebrados. Os insectos são detectados pelo cheiro.

História de Vida
(me=meses)(d=dias)(a=anos)
Desmame: 5-6mo.
Ciclo Estral: 29-40d.
Gestação: 166-169d.
Idade ao 1º nascimento: 17-18me.
Intervalo entre nascimentos: 9.5me.
Longevidade: 15a.

Os acasalamentos ocorrem em Abril – Maio e Outubro – Novembro.
Os nascimentos ocorrem na primavera (1 ou 2 loris) mas em cativeiro ocorrem ao longo do ano. Os loris têm dois pares de glândulas mamárias. Na fase estral a genitália fica avermelhada e inchada. Os bebés estão agarrados ao pêlo da mãe. Estes nascem com sucesso pela cabeça ou pela culatra. A mãe não ajuda o bebé lori na amamentação. A placenta é ingerida.


Locomoção
Quadrúpede, trepador.

Estrutura Social
Procuram alimentos sozinhos. Por vezes, os adultos podem procurar alimento aos pares.
Tamanho do grupo: 2-4 indivíduos dormem juntos.
Extenção do território: 1ha
Tamanho do território à noite: NA*


Comportamento
Nocturno e Arbóreo. Ocasionalmente, esta espécie, vem até ao chão. Se são ameaçados estes conseguem mover-se rapidamente. Descansam enrolados, formando uma bola. Em cativeiro, as mães cuidam dos seus bebés e dos outros também. Estas respondem às vocalizações dos loris bebés.


Acasalamento: A fêmea usa a urina como marca antes do acasalamento. Existem várias cópulas, 6 em 2 horas. Cada uma dura entre 2 a 17 minutos. Durante a cópula a fêmea esta suspensa num ramo pelos 4 membros.
Marcas odoríferas: O território é marcado por urina. Se forem ameaçados os loris olham fixamente para o alvo, rosnam e produzem um odor desagradável através da sua glândula braquial.
Vocalizações: Esta espécie não possui nenhuma vocalização de alarme. A vocalização territorial é um apito dado maioritariamente pelos machos.

Local para pernoitar: As arvores ocas não são usadas.


* não atribuído.
** é um valor conseguido através da proporção do comprimento dos membros anteriores aos membros posteriores. Esta informação é importante para paleontólogos, que só podem fazer a inferência sobre o comportamento dos animais fósseis que encontram. Todos os primatas estão numa escala de 50 para 150. O índice intermembranar indica o tipo geral de locomoção.

--------------------------------------------------------------------------

Fonte bibliográfica e fotográfica: ROWE, Noel; The Pictoral Guide to the Living Primates; Pogonias Press; 1996; Charlestown, Rhode Island, USA.Fonte bibliográfica: ROWE, Noel; The Pictoral Guide to the Living Primates; Pogonias Press; 1996; Charlestown, Rhode Island, USA.


#004

Sem comentários: